Sobre Conciliação e Mediação

As duas técnicas são norteadas pelos princípios da informalidade, simplicidade, economia processual, celeridade, oralidade e flexibilidade processual, neste sentido a Bomfim Advocacia esta qualificada e preparada para possibilitar soluções eficazes através da conciliação e mediação, sendo ela judicial ou extrajudicial.

No Brasil, conciliação e mediação são vistos como meios distintos de solução de conflitos. Essa visão decorre, em grande parte, da evolução histórica desses instrumentos entre nós.

Na conciliação, a Bomfim Advocacia como terceiro facilitador da conversa interfere de forma mais direta no litígio e pode chegar a sugerir opções de solução para o conflito. Já na mediação, a Bomfim Advocacia como mediador facilita o diálogo entre as pessoas para que elas mesmas proponham soluções.

A outra diferenciação destes institutos está pautada no tipo de conflito. Para conflitos objetivos, mais superficiais, nos quais não existe relacionamento duradouro entre os envolvidos, a Bomfim Advocacia aconselha o uso da conciliação; para conflitos subjetivos, nos quais exista relação entre os envolvidos ou desejo de que tal relacionamento perdure, a Bomfim Advocacia indica a mediação. Muitas vezes, somente durante o procedimento, é identificado o meio mais adequado.